Archive for the ‘Natureza’ Category

Acampamento (ensaio fotográfico)

agosto 28, 2016

Instalação

DSC09230a

DSC09259a

Rã ou perereca, com 2 cm de comprimento. Pulou no braço do acampante quando este recolhia um graveto. E ali ficou vários minutos, até que foi dispensada.

Rã ou perereca, com 2 cm de comprimento. Pulou no braço do acampante quando este recolhia um graveto. E ali ficou vários minutos, até que foi dispensada.

DSC09285a

DSC09288a

DSC09315a

Pescaria

DSC09267a

DSC09305a

DSC09324a

Crianças

DSC09253a

DSC09254a

DSC09256a

Defendendo-se de abelhinhas Jataí...

Defendendo-se de abelhinhas Jataí…

Li e as lianas.

Li e as lianas.

Anúncios

Um Beija-Flor: Hibernação e Hipotermia

julho 29, 2014

Chácara na periferia de Campo Grande, 28/07/2014: abrigado no varal de uma varanda, o beija-flor amanheceu morto com o frio intenso da madrugada.

beijaflor-hipotermia-1

beijaflor-hipotermia-2

beijaflor-hipotermia-3

Um Ecologista Verdadeiro

abril 10, 2013

JoseAntonioMCoelho

Ao par de suas atividades profissionais, que culminaram na atuação como Técnico Agropecuário, o paulista José Antônio Masiero Coelho, cedo (1977) chegado a Campo Grande, se destacou como Ativista Ecológico, primeiro, e Botânico, depois.

Ele escreveu, há alguns anos, as obras Levantamento Florístico do Parque Estadual Matas do Segredo e Histórias da Mata do Segredo.

A primeira tem valor documental e histórico, pois descreve a vegetação existente na área (depois parque) que abriga as nascentes do Córrego Segredo, curso d’água que hoje, em quase toda a sua extensão, corta região urbana da capital do Mato Grosso do Sul. A segunda, baseada em cuidadosas anotações feitas desde o início de 1990 até o fim de 1995,  conta a saga do autor na defesa das matas nativas da região norte da cidade. É uma peça de grande conteúdo ecológico e humanista.

O leitor poderá conferir as obras citadas (infelizmente ainda não transpostas a livro, como mereciam) nos linques abaixo:

Levantamento Florístico do Parque Estadual Matas do Segredo.

Histórias da Mata do Segredo.

Aproveitamos para dar uma olhada no Parque Estadual Matas do Segredo. Parece que após o cercamento da área, patrocinada por uma empresa de Três Lagoas há muitos anos atrás, nada foi feito de concreto pelos órgãos estaduais responsáveis. Moradores vizinhos continuam invadindo a área (há vários pontos de passagem), empresas de materiais de construção retiram ilegalmente areia da estrada contígua (provocando o seu afundamento), e cidadãos inconscientes jogam entulho e lixo próximo à cerca (facilitando o surgimento de incêndios).

pems-01

O canto mais distante do parque. Aquém do portão, estrada que prolonga a Avenida Marquês de Herval.

A estrada referida na foto anterior. À direita, entulho junto a portão do parque.

A estrada referida na foto anterior. Junto ao carro, José Antônio Masiero Coelho. À direita, entulho junto a portão do parque.

A mesma estrada, extenso limite de uma lado do parque.

A mesma estrada, extenso limite de um lado do parque.

pems-04

Junto ao carro, uma jovem Kielmeyera florida.

Uma flor da Kielmeyera citada.

Uma flor da Kielmeyera citada.

Cenas Rurais (1)

setembro 4, 2012

Aspectos da zona rural nos municípios de Terenos e Campo Grande (MS), no final de agosto de 2012.

A floração do Louro sombreia o velho carro, enguiçado. À frente, motorista e passageiros seguem a pé rumo ao bairro Cachoeirão (distrito do município de Terenos).

Casa de João-de-Barro. Num galho mais acima, o vigilante proprietário.

Os mesmos elementos da cena anterior, em destaque.

Planta silvestre (aparentemente uma mirtácea).

Outro cacho floral do mesmo exemplar.

Patos na pinguela do rego d’água.

Frutificação da Aroeira (Myracrodruon urundeuva).

Cachos de frutos da Aroeira.

Ainda a Aroeira. Os frutos têm cerca de meio centímetro de diâmetro.

Estio prolongado. Vaca Magra.

Besouro (1 cm de comprimento) com antena partida.

Carneirinho (15 dias de vida). Com problemas de visão, não consegue acompanhar a mãe. É muito friorento.

Almadina : 2ª Etapa do Projeto Ipê na Serra

abril 16, 2012

Almadina, município do Sul Baiano.

No último domingo, 15 de abril,  sob a coordenação do Professor José Lacerda ( Zé Netto ), foi realizada a segunda etapa do Projeto Ipê na Serra. Um grupo de professores e estudantes saiu da cidade às 8 horas, indo de caminhão até a fazenda do Capim Santo, que dá acesso à trilha que conduz à pedra do Corcovado. Um pouco abaixo da base dessa pedra, e em volta de um afluente do Rio Almada, foram plantadas  mais de 100 mudas de ipês rosa, roxo, branco e amarelo.

Ao final da jornada, no dizer do professor,  o grupo “desfrutou de um delicioso banho gelado e degustou uma feijoada na fazenda que serviu de base de apoio para a execução do plantio. Final da tarde retornaram cansados,  mas também realizados pelo deslumbre com a magnífica paisagem da Serra do Corcovado e por ter colaborado com o plantio de 100 árvores” na flora do município.

Abaixo, fotos (enviadas por Zé Netto) mostrando as belas paisagens e a bela juventude baiana.

O professor Zé Netto e as cem mudas de ipês.

Para ver a reportagem anterior sobre o tema, clique aqui.

.