CAMPO GRANDE NO NOTICIÁRIO : 2003

(EM CONSTRUÇÃO)

Tenho aqui um projeto muito ambicioso, se for considerado o montante de trabalho que já exigiu e, mais ainda, do montante que vai exigir. Nele eu leio as notícias da época (1), filtrando-as de modo a eliminar ou corrigir duplicidades (2), inconsistências (3), irrelevâncias (4) e incoerências (5).  Como basicamente são mostradas apenas as manchetes, procuro acrescentar-lhe informações que não constam nas manchetes originais, como por exemplo citando o bairro onde um determinado fato aconteceu. Quando dados importantes, constantes do corpo da notícia, não cabem na manchete, abro um pequeno adendo logo abaixo da notícia com alguns (às vezes todos) desses dados adicionais.

Cada página tem 3 colunas. A primeira informa a data em que a notícia foi ao ar, mantendo-se a ordem cronológica. A coluna do meio é a manchete e a notícia em si. A coluna da direita informa a fonte dos dados. “MMN 29786”, por exemplo, significa que a notícia original poderá ser obtida digitando-se no navegador (sem os colchetes) [http://www.midiamaxnews.com.br/noticias/29786]. “MMN” é apenas a abreviatura para o saite MidiaMax News.

Bom, vamos ao trabalho, basicamente terminado, relativo a 2003. Percebe-se que ao longo das manchetes, várias histórias vão sendo contadas, algumas curtas, outras se estendendo para além do último dia do ano (o caso Disney, por exemplo). O trabalho está em formato pdf:

MIDIAMAXquarta2003

.

____________________

(1) No caso de 2003, minha fonte é exclusivamente o saite Midiamax News, o único de Campo Grande que não apagou as notícias mais antigas. O Campo Grande News, que foi o saite de notícias pioneiro, atuando desde 2001, vai apagando paulatinamente as notícias “velhas” (justamente as que têm maior importância histórica): atualmente (setembro de 2013) só se pode acessar dados de 2007 ou mais recentes.

(2) Por exemplo: na quinta feira o saite informa: “No sábado, o prefeito inaugurará a obra X”. Na sexta feira, a mesma notícia é repetida. No sábado, pequena variação: “Prefeito inaugura hoje a obra X”, ou “Prefeito inaugurou hoje, às 10 horas, a obra X”.  As duas primeiras manchetes, que só tiveram sentido na época em que apareceram (2003, por exemplo), serão descartadas, aparecendo neste trabalho apenas uma das manchetes com a palavra “hoje”.

(3) É o caso de uma notícia “apressada” informar que houve um acidente no bairro X, mas não se sabe ainda quais foram os veículos envolvidos, nem se houve vítimas.  Na maioria dos casos, mais adiante essa notícia é repetida, com dados mais completos. Neste trabalho só entra a notícia com um mínimo de dados básicos para que se entenda o que aconteceu e se possa avaliar a sua gravidade.

(4) Exemplo, deparei-me com a seguinte notícia: “Cadável encontrado em terreno baldio no Universitário”. Mas a quinta notícia depois desta era: “Suspeita de cadáver no Universitário era trote”. Um trote comum, igual a centenas de outros que a corporação policial costuma receber, é irrelevante como notícia.

(5) Um caso típico ocorre quando a manchete não corresponde ao que consta no corpo da notícia. Nesses casos, os dados foram colhidos por um jornalista e “interpretados” (às vezes mal) por outro ou por um redator. Por exemplo, em abril de 2004 o Banco Rural liberou para a Santa Casa um empréstimo de emergência de R$ 2 milhões.  Como a notícia foi dada à imprensa pelo prefeito da época, Puccinelli, que acabara de se reunir com o presidente da ABCG, a manchete deu a entender que a prefeitura é que liberara esse valor à Santa Casa. Eu corrigi para:

D’ÁVILA ANUNCIA A LIBERAÇÃO, PELO BANCO RURAL, DE EMPRÉSTIMO DE R$ 2 MILHÕES

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: