Lixeira

Família das Dileniáceas

Nome científico: Curatella americana L.

1) Aspecto geral:

lixeira_1a

Este exemplar tem DAP de 16 cm.

lixeira_1b

Este exemplar, no Parque NI, em Campo Grande – MS, tem, próximo da bifurcação, diâmetro de 40 cm.

2) Floração:

As três primeiras fotos são de exemplar existente em cerrado arenoso; as três últimas são do exemplar do Parque NI, citado acima.

lixeira_2a

lixeira_2b

lixeira_2c

lixeira_2d

lixeira_2e

lixeira_2f

3) Flor:

lixeira_3a

Uma característica desta espécie, e que nesta foto aparece bem visível: cada flor tem dois estiletes (como se fossem as duas pontas de uma antena), ligados a ovários uniloculares geminados (dos quais resultarão frutos geminados).

lixeira_3b

lixeira_3c

lixeira_3d

4) Fruto:

lixeira_4a

Manhã orvalhada. Aqui, dois ovários já fecundados. À esquerda, os 2 estiletes, secos. O que parece serem veias são na verdade estames murchos (quando ativos, de cor branca), grudados na parte exterior dos ovários.

lixeira_4b

Outro par de frutos novos, com estigmas e estames “vencidos”.

lixeira_4c

Na parte de baixo, par com crescimento maior (cerca de meio centímetro de diâmetro).

lixeira_4d

Frutos gêmeos, começando a abrir.

lixeira_4e

Frutos gêmeos abertos. As sementes estão revestidas quase inteiramente pelo arilo branco.

lixeira_4f

Outro par aberto.

5) Semente:

lixeira_5a

Sementes recém-extraídas dos frutos. Os arilos permanecem.

lixeira_5b

As pequenas sementes, vistas mais de perto.

6) Folha:

lixeira_6a

lixeira_6b

lixeira_6c

lixeira_6d

Estas folhas medem, com o pecíolo, 20 cm de comprimento (a da esquerda) e 16 cm (a da direita). A parte de cima das folhas é muito áspera, parecendo lixa (daí o nome da planta); a parte de baixo, mais clara e opaca, é meio aveludada.

7) Tronco:

lixeira_7a

Tronco do mesmo exemplar da primeira foto deste artigo.

lixeira_7b

O mesmo tronco, visto mais de perto.

lixeira_7c

Ainda o mesmo tronco.

lixeira_7d

Tronco do exemplar mostrado na segunda foto da postagem, existente no Parque NI. 40 cm de diâmetro.


8) Outras características:

Fenologia: De acordo com Harri Lorenzi, em “Árvores Brasileiras”, Editora Plantarum, vol. 1, pág. 95, a floração da Lixeira ocorre entre o final de agosto e o final de outubro; os frutos amadurecem em outubro e novembro.

10 Respostas to “Lixeira”

  1. daniella Says:

    Parabéns pelo trabalho… está bastante completo e contribui muito para o conhecimento da espécie. É conhecendo que aprendemos a importância de conservar…
    _____
    do blog:
    Obrigado pelas palavras, Daniella!

  2. ERNANI Says:

    Parabéns pelo seu trabalho. Estou realizando um trabalho de pesquisa com algumas árvores do cerrado no interior de São Paulo (Bauru) e este e outros exemplos públicados me ajudaram a especificar ainda mais minha pesquisa. A propósito preciso de mais algumas informações sobre a espécie farinha-seca e a candeia; se tiver desde já obrigado!
    _____
    do blog:
    Ernani:
    Vou ver se tenho fotos dessas árvores…

  3. karlla Says:

    Bom trabalho, sou da Universidade Estadual de Goias e estou fundando minha pesquisa na área da morfologia das plantas e foi de muita importancia e esclarecimento as informaçoes contidas nesta pesquisa.
    Obrigada e Parabéns.
    _____
    do blog:
    Ficamos felizes em termos sido úteis, Karlla!…

  4. Kelly - Cuiabá-MT Says:

    Parabéns, por disponibilizar este conhecimento, pois sempre tive dificuldade em explicar esta especie. Aliás moro em um bairro chamado Lixeira, foi uma homenagem à está planta, muitas pessoas que moram aqui não sabe a origem ou o significado do nome do bairro. Que pena! rs
    _____
    do blog:

    Kelly:
    De fato, os moradores do seu bairro devem se orgulhar do nome, pois refere-se a uma bela planta, cheia de charme, e não um recipiente para se jogar lixo…

  5. Gilberto Bochnia Says:

    Eu busco muito o que as plantas tem de medicinal. Fiquei surpreso ontem ao ver uma senhora receitando o chá da folha da lixeira(por infusão) para problemas de pedra (cálculo) nos rins/vesícula. Dizia ela que muitas pessoas já solucionaram este problema com o chá da folha da lixeira.
    _____
    do blog:

    Obrigado pela dica, Gilberto !

  6. Ana Moura Says:

    Verdade indiquei para uma amiga que estava com cirurgia marcada de rins e teve a pedra expelida sem problema algum e evitou o dano da cirurgia e poupou o bolso.
    Vale a pena bebam maravilha.
    Ana

  7. María del Carmen Says:

    Muy interesante el artículo, estudio portugués y debo hacer una tarea sobre árboles brasileños. María del Carmen

    __________

    O blog diz:

    Benvinda ao blog, María del Carmen!

  8. flavio Says:

    Parabens belas fotos! Tenho um sitio aqui em matao interior de sp, com uma area destinada a preservaçao de ambiental e tambem sou apicultor e amo tudo que verde, queria saber se vc vende as sementes ou mesmo mudas dessa especie? Desde ja grato

    __________
    resposta do blog:

    Flavio:

    Desculpe, mas não temos estrutura para coletar e vender sementes. Há saites especializados na comercialização de sementes. Procure no google, por exemplo, “sementes + mudas + lixeira”

  9. Nelci Says:

    Parabéns pela matéria, tenho um pé de lixeira no meu quintal e estou distribuindo mudinhas entre amigos, para colaborar na preservação da especie.

  10. sandra Says:

    por favor,, se alguém puder me ajudar,,,pois as minhas pedras e muito grande,,,,,,,,,,o Cha dessas folhas derrete a pedra ou so as expulsa????????preciso de uma resposta com urgência….obrigada Sandra meu i-mail esta com problema so tenho face

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 69 outros seguidores