Jequitibá Vermelho

(em construção)

Família das Lecitidáceas ( Lecythidaceae ).

Nome científico: Cariniana rubra Gardner ex Miers.

Outros nomes populares: Cachimbeira, Cachimbo-de-Macaco, Jequitibá.

1. Aspecto Geral.

Dizem que há um Jequitibá com cerca de 3000 anos, no Estado de São Paulo. Este aqui, existente no Parque dos Poderes, em Campo Grande, não deve ter mais do que 20 anos, com diâmetro de 20 cm e altura de 7 metros.

Outro exemplar no Parque dos Poderes, com a mesma idade do mostrado na foto anterior.

2. Floração.

3. Flores.

Retiramos a parte de cima da parte central de uma flor. Eis o que descobrimos:

Divisamos muitos estames, mas nenhum estilete.

A parte de cima também tem estames, o que confirma o ambiente fechado, ou melhor, semi-fechado (uma vez que há abertura lateral) da fecundação.

Esta flor, com cerca de 2cm de diâmetro, já liberou a parte central. Em outros casos as pétalas caem junto com a parte central (provavelmente quando não ocorre fecundação), deixando à mostra apenas o cálice.

4. Frutos.

5. Sementes.

6. Folhas.

7. Tronco.

8. Fenologia.

Floração: de outubro a dezembro, mas também em outros períodos. Frutos: amadurecimento em julho-agosto.

Fontes consultadas:

“Árvores Brasileiras”, vol. 2, 2ª edição, Harri Lorenzi, Instituto Plantarum de Estudos da Flora Ltda., pág. 150.

Anúncios

4 Respostas to “Jequitibá Vermelho”

  1. oscar muller Says:

    Site muito bem feito, arvore bem documentada. Parabens!

    __________
    Valdir diz:

    Obrigado, Oscar!

  2. Celso Paiva Says:

    Caro Valdir:

    Parabéns pela ficha, pelas fotos e pelas informações sobre essa árvore magnífica e rara!

    O “Jequitibá com cerca de 3.000 anos, no Estado de São Paulo” é de outra espécie: Cariniana legalis, de flores miúdas de cor creme: http://escaladasnocerrado.blogspot.com.br/2009/12/parque-estadual-vassununga.html

    Sugestão: passe a assinar suas páginas com seu nome completo. É justo!

    Grande abraço,

    Celso

    Celso do Lago Paiva

    Pesquisador de:
    – conservação de plantas nativas in situ e ex situ
    – ecologia de áreas úmidas e de vegetação sobre calcário

    celsodolago@hotmail.com

    http://independent.academia.edu/CelsoPaiva

    Curvelo, Minas Gerais

    ____________________
    Valdir diz:

    Celso:

    Obrigado pela visita e pelas sugestões. Vou visitar o saite citado.

    Quanto ao nome completo, ainda estou muito inseguro no conhecimento botânico. Preciso aprender muito ainda (e corrigir muitos erros) para então reivindicar reconhecimento.

    Atualmente não estou pesquisando Botânica tanto quanto gostaria, mas tenho encontrado muita dificuldades na identificação de certas espécies. A literatura acadêmica tem se baseado muito nos primeiros registros das espécies, muitas vezes feitos a partir de exsicatas. Lembra as sombras da caverna de Platão. Há todo um campo para pesquisa nova e retificações (certamente necessárias). Um exemplo é o das Peixotoas, cujas trinta espécies foram todas estabelecidas com base em exsicatas. Pela literatura acadêmica, fica impossível identificar que espécie (ou espécies, talvez 2) de Peixotoas encantam a beira das estradas do cerrado sul-matogrossense. As poucas fotos existentes (fala-se em reticulata e em cordistipula), em fotos de pequena definição ou mesmo mal focadas, me parecem mais “chutes” do que real identificação.

    O blog é mais um espaço para eu aprender com os pesquisadores atuais do que propriamente para ensinar. Acho que vale mais como divulgação da Botânica.

  3. Celso Paiva Says:

    Prezado Valdir:

    Visite e curta a

    “Flora de Curvelo MG”:

    https://www.facebook.com/pages/Flora-de-Curvelo-MG/271402086352993

    A ênfase da página é informativa e educacional,
    mostrando plantas que ocorrem ou podem ocorrer na
    região histórica de CURVELO,
    no centro do Estado de Minas Gerais,
    de Cordisburgo a Pirapora e de Gouveia a Três Marias,
    com quase dois milhões de hectares,
    em plena mata atlântica
    (matas diversas, cerrado,
    campos rupestres, áreas úmidas, afloramentos calcários).

    Se gostar, recomende-a para seus contatos,
    e volte sempre, para conferir as novas plantas publicadas!

    Grande abraço,

    Celso

    Celso do Lago Paiva

    Instituto Pró-Endêmicas

    Curvelo MG

    celsodolago@hotmail.com

    PS. Espero ter a honra de publicar fotos suas nesse sítio digital, depois da devida autorização, e com os devidos créditos a você.
    __________
    Valdir (Dala Marta, por sua sugestão num outro comentário) diz:

    Celso:

    Obrigado pela visita. E quanto às fotos Timblindim, a honra será toda minha. Use à vontade as fotos que se encaixarem no seu texto…

    Visitarei, sim, o saite indicado.

  4. Celso Paiva Says:

    .
    Prezado Valdir: gostei da expressão “saite”. Mas uso mesmo “sítio digital”.
    Grande abraço!
    Celso do Lago Paiva
    Curvelo, Minas Gerais
    .
    https://www.researchgate.net/profile/Celso_Lago-Paiva/contributions
    .
    https://www.facebook.com/pages/Flora-de-Curvelo-MG/271402086352993
    .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: