Faveiro

Árvore conhecida também como “Fava de Anta” (em MS).

Família das Leguminosas-mimosoídeas.

Nome Científico: Dimorphandra Mollis, Benth.

1) Aspecto Geral :

Exemplar florido, no Parque dos Poderes.

Exemplar no cerrado da Chácara dos Poderes.

2) Floração :

faveiro_2d

Aspecto geral da floração.

Cacho com botões desabrochados.

Uma vista mais de perto.

3) Flor:

faveiro_2b

A floração em sua fase de botões, ainda verdes. Foto feita em uma manhã chuvosa.

faveiro_2c

Aqui os botões começam a ficar amarelos, deixando ver em destaque as pétalas prestes a se abrirem.

faveiro_3b

Os estiletes começam a aparecer. Diâmetro do botão: 0,25 cm.

faveiro_3c

Além dos estiletes, agora as anteras dos estames pedem passagem para a luz.

faveiro_3d

Os botões começam a abrir, regaçando as pétalas e deixando à mostra as magníficas anteras brancas.

faveiro_3e

Nesta espiga praticamente todos os botões estão abertos. Passadas algumas horas a cor das anteras começa a escurecer.

faveiro_3f

A flor do faveiro. Seu diâmetro, cerca de meio centímetro. Observem que há em cada flor 1 estilete (central), 5 estames e 5 estaminódios (estames que não se desenvolveram).

4) Fruto :

faveiro_4e

Cacho floral com pétalas e estames caídos, só sobrando os ovários fecundados, com frutos em crescimento.


Exemplar, carregado de frutos bem desenvolvidos, existente no Jardim Veraneio.


O mesmo exemplar, mais de perto.


Idem. Os frutos têm cerca de 15 cm de comprimento.

Fruto maduro. Num dos lados as abas se afastam, deixando cair as sementes.

5) Semente :

Aqui descolamos artificialmente as abas dos frutos.

As sementes.

6) Folha :

Manhã de abril, em fazenda no município de Terenos, esta arvorezinha esbanja viço.

Close de uma das folhas vistas na foto anterior.

Outubro. Folha retirada de exemplar do cerrado campograndense, à tarde.

Dentre as centenas de folíolos da folha mostrada na foto anterior, destacamos alguns deles. Vejam como são aveludados.

7) Tronco :

Exemplar com DAP de 17 cm.

Exemplar com cerca de 25 cm de diâmetro.

____________

Bibliografia consultada:

“Árvores Brasileiras”, de Henri Lorenzi, Ed. Plantarum, vol. 1, página 175.

Anúncios

16 Respostas to “Faveiro”

  1. Francieli Goncalves dos Santos Says:

    Adorei esse documentario, estou fazendo uma pesquisa sobre a Faveiro, e necessito de imagens, gostei muito dessas, porque me ajudam a ver ela num geral.
    Por favor peco encarecidamente.
    Obrigado.
    _____
    Resposta do Blog:
    Francieli: pode usar as fotos em seu trabalho. Ainda hoje vou acrescentar as fotos que faltam (sobre as folhas do faveiro).

  2. matheus otavio Says:

    a ravoredo faveiro e muito diferente de todas ravores o nome sen tifico do faveiro e dirmofandramolis(2)

  3. Trajano Says:

    Gostei muito das imagens e percebi uma semelhança enorme com o barba-timão. Parabéns…
    _____
    do blog:
    Obrigado, Trajano!

  4. Riani Says:

    Olá..
    Trajano, não foi só impressão.. Essa planta é o barbatimão de folha miúda.. fava de anta é só outro nome comum.. Por isso a importância dos nomes científicos.
    abraços!

  5. João Álvaro Carneiro Says:

    Senhor(a),
    Achei muito esclarecedoras as fotos apresentadas c/ diversos aspectos do desenvolvimento de um exemplar (desde o porte, floração, frutos, sementes, etc.).
    Sou pesquisador da Fundação CETEC/MG e estou fazendo um trabalho de pesquisa c/ a Fava de Anta.
    Aproveitando a oportunidade, gostaria de solicitar algumas informações: quantos cachos têm, em média, um exemplar da espécie, bem como a altura mínima e máxima dos indivíduos.
    Muito grato,

    João Álvaro Carneiro
    Fundação CETEC – BH/MG

    PS: Número de favas/cacho?
    _____
    resposta do blog:
    João Álvaro: nesta região os exemplares da Fava de Anta ainda estão com as vagens no pé, quase inteiramente maduras. Vou verificar pelo menos 1 dezena de exemplares e organizar uma pequena estatística. Te mando por e-mail…

  6. Lívia Melo Says:

    Gostei muito do blog, as fotos valem mais do que mil palavras…

    Aproveitando a oportunidade gostaria de tirar uma dúvida: Na semana do meio ambiente foram plantadas 46 espécies nativas na usina termelétrica onde eu trabalho (UTE_JF – MG) entre elas 3 faveiros, porem eles não estão apresentando boa adaptação, em apenas uma semana as folhas já murcharam… Eles apresentam altura média de 1m e ultilizamos adubo orgânico para o plantio e como o solo da área plantada já é umido, pois encontra-se proximo a uma área de mata ciliar é regada em dias alternados. O que é necessário fazer para que elas possam vingar?

    Desde já agradeço pela atenção!
    _____
    resposta do blog:

    Lívia:

    É relativamente comum uma planta sofrer stress quando transplantada. Num primeiro período, elas devem se adaptar a um novo tipo de solo, de estrutura e condições químicas diferentes daquele anterior, ou daquele do recipiente em que estava. Creio que é questão apenas de paciência, e a planta vai se adaptar e tornar-se bela e viçosa.

    Por outro lado, no ambiente natural, os Faveiros, nesta época, estão naturalmente com as folhas “velhas”, ressecadas, e uma parte delas será substituída por novas tão logo chegue a estação das chuvas. Uma vez que há uma sincronia entre os exemplares de uma mesma espécie, talvez ajude na adaptação dos 3 Faveiros espaçar mais as regas, tornando as condições ambientes mais parecidas com as dos outros exemplares da região (suponho que na sua região as chuvas estejam também escasseando), desde que o solo mantenha alguma umidade…

  7. Gilberto Bochnia Says:

    Tem um pessoal aqui em Niquelândia tirando a entrecasca de Faveiro para tratamento do diabetes. Dizem que pessoas com glicemia acima de 350 estão completamente curadas usando a entrecasca. Será isto possível?
    _____
    do blog:

    Gilberto:

    Em Medicina Popular, nunca se sabe até onde o efeito é da substância vegetal e onde começa o efeito psicológico. Isto principalmente em pessoas desenganadas da medicação farmacêutica. Seria interessante um médico fitoterapeuta ou farmacêutico acompanhar esses casos, para confirmar ou não o efeito do extrato da casca do Faveiro em pessoas diabéticas…

    Pessoalmente, nada sabemos sobre esse uso da casca do Faveiro. O que está comprovado (livro Plantas Medicinais no Brasil, de Harri Lorenzi e F. J. Abreu Matos, ed. Plantarum, pág, 292/293) é que do fruto imaturo do faveiro a indústria farmacêutica extrai a substância rutina, usada para fortalecer os vasos sanguíneos…

  8. Luiz Tanabe Says:

    Gostei muito da apresentação.
    Quanto à aplicação da madeira do faveiro na construção civil:
    1. Estou com um “cordão” de secção 3 x 3 (cm) que veio de Rondônia.
    O aroma um tanto quanto forte (um “cocozinho” de nenê) foi sumindo c/
    o passar do temto. Pergunto este cheirinho volta quando pega humidade
    ou nas estações chuvosas, como a “peroba bosta”?
    Gostaria de um parecer do autor ou dos estudiosos.

  9. HIRLEY MATIAS ALVES Says:

    GOSTARIA DE OBTER UMAS SEMENTES DO FAVEIRO, MORO EM BRASILIA E TENHO FAZENDA EM ANAPOLIS GO
    _____
    do blog:

    Hirley:

    Não temos sementes disponíveis. Mas você deve encontrar fácilmente no entorno de Brasília ou mesmo com raizeiros (nos mercadões municipais ou feiras livres). Atualmente os Faveiros estão iniciando floração, e só haverá sementes daqui a 5 ou 6 meses. O ideal, para plantas do Cerrado, é colher as sementes e semear de imediato, para obter boa taxa de germinação. Sementes estocadas têm taxa de germinação muito baixa.

  10. Joanderson Says:

    Esta árvore pode ser usada para fabricação de dormentes em madeira de lei 0,25×0,25×5,6 mm?
    _____
    do blog:

    Joanderson:

    Não sabemos. Se algum leitor tiver informações a respeito, favor contactar.

  11. Paulo Roberto Pereira Says:

    Gostaria de saber se é verdade que o faveiro ou fava de arara tem um princípio tóxico que provoca aborto em bovinos.

    ___________

    resposta do blog:

    Paulo Roberto:

    De acordo com Harri Lorenzi, no seu livro Plantas Daninhas do Brasil, pág. 309, somente os frutos do Faveiro (Dimorphandra mollis), ou seja, as favas ou vagens, são tóxicas (muito tóxicas) para o gado. Essas favas produzem disfunção digestiva, atonia do rúmem, timpanismo, anorexia e emagrecimento.

    Já as folhas podem ser ingeridas pelo gado (que gosta delas), sem nenhum problema, ainda de acordo com a mesma fonte.

  12. walleska Says:

    Prezados

    Onde posso comprar sementes de faveira = fava danta do cerrado. grato

    __________

    resposta do blog:

    Walleska:

    Pesquise no google por “venda de sementes” + faveiro, e aparecerá algumas empresas que fazem vendas de sementes pela Internet.

    Outra opção seria você consultar viveiro de mudas na sua cidade, ou então raizeiros (que geralmente atuam nos mercadões ou em feiras livres).

  13. Intoxicações por Plantas Parte 7: Faveira | Gene Tatuapé Says:

    […] https://timblindim.wordpress.com/arvores/faveiro/ […]

  14. carlos donizete duarte Says:

    vendo sementes e frutos do faveiro safra 2015

  15. Ana Paula Portella Says:

    Prezado,

    Fiz uma breve pesquisa e fiquei na dúvida se o Barbatimão (Stryphnodendron) e a Faveira (Dimorphandra) são a mesma planta, pois possuem nomes científicos distintos. Saberia me informar? Outra dúvida é se a Faveira é conhecida como Favela também? Saberia me informar? Grata!
    __________
    resposta do blog:

    Ana Paula:

    Pelo aspecto das copas essas espécies podem ser, eventualmente, confundidas. Mas o Barbatimão, ao contrário do Faveiro, tem uma floração discreta, pouco chamativa. E enquanto as favas do Barbatimão são meio arredondadas, as do faveiro são achatadas e muito maiores.

    Faveiro e Favela são espécies bem diferentes. Favela é uma planta espinhosa, originária da Caatinga. Faveiro, típica do Cerrado.

  16. Noeli Says:

    Ja usei o cha da casca para banhos contra a sarna,foi o que resolveu!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: