No Rio Botas (MS)

Domingo, 28/08/2011. Margem direita (município de Ribas do Rio Pardo – MS) do pequeno Rio Botas, que 20 quilômetros adiante desagua no Rio Pardo (que por sua vez é tributário do Rio Paraná). Estamos a 500 metros da Estação Bálsamo e 300 da ponte de madeira que transpõe o curso d’água até o município limítrofe de Jaraguari. Tarde semi-nublada.

O Rio

Neste ponto o rio tem de 20 a 25 metros de largura e pouca profundidade. Logo abaixo, uma pequena queda d'água.

Queda de cerca de 1 metro. Neste trecho o rio se presta à prática de um rafting leve.

A mesma queda d'água, vista mais à distância.

.

.

Composição rochosa da margem direita

Com o desmatamento, a cobertura vegetal, e mesmo o solo, desapareceram nesse trecho da margem direita. Mas restou a rocha nua, com cores, fissuras e desagregações formando mosaicos e desenhos belíssimos. Infelizmente não sei informar de que tipo é essa rocha…

A Ponte

Apenas veículos leves estão utilizando esta ponte, na MS-244.

Inusual para uma ponte pequena, esta é ligeiramente curva.

Empreiteira inicia preparativos para as fundações de nova ponte, de concreto armado, comprimento de 30 metros.

.

Outras Visões do Rio Botas:

1. Enchente no Rio Botas (próximo à cidade de Ribas do Rio Pardo), em março de 2011; vídeo no YouTube.

2. Sucuri de 6 metros no Rio Botas, em 27/03/2011; vídeo no YouTube.

.

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: