Bicilinha, Bicitrem

Preocupados com o abandono das nossas vias férreas, propusemos, em postagem anterior, a utilização desses espaços e equipamentos por empreendimentos de criatividade e aventura. E pesquisando na Internet acabamos descobrindo um cidadão que já entrou nesse espírito… há 9 anos atrás. Trata-se do Marcelo Braguini Ferreira, da localidade de Lucélia, no oeste paulista. Ele desenvolveu, ainda em 2002, a Bicilinha (ou Lelotrem), veículo para ser usado em estradas de ferro desativadas. Pega-se duas bicicletas, alguns rolimãs, algumas barras de aço, alguns parafusos, duas tábuas de madeira resistente e a autorização do Marcelo (a invenção foi patenteada com o número 0200920-0), monta-se tudo e se tem uma Bicilinha.

As duas fotos abaixo, extraídas do saite do inventor (www.lelotrem.com), dá uma ideia da interessante engenhoca. Logo em seguida o desenho, extraído de arquivo .swf do mesmo local, mostra como cada bicicleta é fixada na estrutura de ferro, madeira e rolimãs. Finalmente o linque para um vídeo, produzido pelo Marcelo, que nos coloca a bordo da Bicilinha, percorrendo trilhos, pontilhões e matagais da pequena Lucélia.

O saite supracitado tem, além de muitas fotos, vários textos onde o inventor explica, de forma bem-humorada, como ocorreram a invenção e os testes da Bicilinha. Nas viagens de prova a velocidade de cruzeiro ficou em torno de 7,5 quilômetros por hora.

Não é difícil construir um pequeno veículo para rodar sobre trilhos. Nós mesmos estamos desenvolvendo uma espécie de skate ferroviário. Abaixo, algumas fotos do estado atual do projeto, que utiliza madeira, parafusos e rolimãs:

Num túnel de obstáculos, Fabrício apalpa a engenhoca.

Agora, efetivamente testando. Funcionou, apesar da precariedade dos "trilhos".

Os rolimãs na horizontal servem para manter o veículo na linha, atritando um mínimo com a lateral do trilho.

Anúncios

5 Respostas to “Bicilinha, Bicitrem”

  1. Antonio Carlos Says:

    Me parece uma ótima maneira de pedalar, pois estradas de ferro não possuem aclives ou declives acentuados.
    Já tinha visto algo parecido, só que os inventores adaptaram um pequeno motor e bancos onde confortavelmente iam apreciando a paisagem.
    É isso aí, reativemos nossas estradas de ferro.
    Um Abração.
    _____
    do blog:

    Obrigado pela participação, Antonio Carlos!

  2. Roger Says:

    Já pensou em usar uma vela como propulsão? Fiz isso uma vez com uma bike e ficou ótimo (o porém é que aqui é a capital dos ventos, tem até cataventos eólicos…[Osório/RS])

    __________

    resposta do blog:

    Roger:

    Fizemos vários outros protótipos do que chamamos de “carrintrilho”, e os testamos num ramal abandonado. Pensamos no vento, até mesmo por inspiração do filme “A volta ao mundo em 80 dias”. Os problemas foram que aqui há pouco vento (mais em agosto) e os trilhos da estrada de ferro desativada estavam em péssimo estado de conservação…

    Mas a sua bike a vela daria certamente boas imagens para o youtube!

  3. Marcelo Braguini Ferreira Says:

    Olá amigo!!! Aqui é o Marcelo, o inventor da Bicilinha citada aí. Ó… só vim avisar que desenvolvi há uns anos (mas tá no site desde o início desse ano) a Bicilinha 2 Pessoal, beeem mais leve mas de uma pessoa somente. Tá no mesmo site, http://www.lelotrem.com mas coloquei vários outros menus dela. Abração aí cara e vem andar um dia!! uhauhauahuahhu Marcelo – Lelo – http://www.lelotrem.comhttp://www.youtube.com/lelotremhttp://www.facebook.com/lelotrem

    __________

    Valdir diz:

    Obrigado pela informação, Marcelo! Iremos visitar o teu blog e ver a novidade.

  4. Marcelo Braguini Ferreira Says:

    Valeu amigo! Muito legal mesmo o site. 1000%!

  5. BERTIN GONÇALVES DO AMARAL Says:

    Achei muito imteressante. Onde moro existe ferrovia desativada. Vou entrar em contato com pessoas interessadas no assunto, eles tem pais e avos que foram ferroviáros. Por esse motivo, se possível, informar mais sobre essa belo aparelho Pode ser pelo e-mail. Obrigado, boa noite.
    _______________
    resposta do blog:

    Bertin:

    Acesse o saite oficial da bicilinha: http://www.lelotrem.com .

    Sobre a nossa experiência, acesse https://timblindim.wordpress.com/2011/04/04/carrintrilho/

Comentários encerrados.


%d blogueiros gostam disto: