A Estação Bolicho

A Estação Bolicho, da antiga Estrada de Ferro Noroeste do Brasil (atualmente concessão da ALL – América Latina Logística), faz parte do ramal de Ponta Porã, desativado desde 1996. Situa-se a 43,5 quilômetros do início do ramal (na Estação Indubrasil, em Campo Grande)  e a 21,8 km da estação anterior, Guavira. Suas construções, concluídas em 1941 (ou em 1944; há controvérsia)  e ainda solidamente plantadas, estão relativamente bem conservadas, graças ao proprietário de área adjacente, sr. Almir Vieira Pereira, que tem impedido furtos e depredações.

Em primeiro plano, alojamento para funcionários da ferrovia. Colada a ele, a estação Bolicho.

As mesmas construções geminadas.

Parte frontal da estação. Nos fundos, a 100 metros, passa a rodovia BR-060.

Outra vista frontal.

A próxima estação, Sidrolândia, fica a 23,7 km, nesse sentido.

A caixa d'água deve armazenar uns 12.000 litros.

A estação anterior, Guavira, fica a 21,8 km de distância, nesse sentido.

As letras do nome não parecem ser de 1941, mas sim, da época de alguma reforma posterior.

Parte traseira do hall da estação.

Novamente alojamento e estação.

Uma janela ainda inteira, e talvez original.

Guichês da bilheteria e do telégrafo.

Entrada do armazém.

Porta dos fundos do armazém.

Ainda o armazém. Telhado e paredes em bom estado.

Casa antigamente destinada a funcionário da ferrovia.

A frente da mesma casa, com produtiva goiabeira.

O catavento que bombeava água para a caixa vizinha.

A quilometragem, acima (43,254), diverge da de outra fonte (43,498). A data de inauguração (1941 contra 1944), também.

_______________

Outra fonte de dados sobre a Estação Bolicho: Estações Ferroviárias do Brasil.

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: