Belezas, Desleixos e Equívocos

Campo Grande. Trecho central da Avenida Afonso, numa domingueira manhã de outubro.

Este é o cruzamento mais movimentado (em veículos e gente) da cidade, nos dias normais. As pedras portuguesas estão assim, deslocadas, há mais de 2 anos. Sem contar a terra nua e os ferros expostos. A Administração Municipal, que não anda a pé e só enxerga cifras, não liga, não olha e não vê.

Uma quadra acima, entre Avenida Rui e Rua Pedro, uma bela composição arbórea. As pedras portuguesas estão no lugar.

O mesmo grupo de árvores, visto da calçada oposta.

Na mesma quadra, canteiros abandonados. Sem vegetação rasteira, o solo compacta e a água da chuva infiltra pouco no solo; as raízes permanecem superficiais e tornam a árvore sujeita a tombar quando ocorrem vendavais.

Na Praça do Rádio, Avenida Afonso acima, uma enorme "seringueira", com suas interessantes raízes aéreas.

Logo adiante da Praça do Rádio, outra esquina que brigou com as pedras portuguesas. E também ...

... uma árvore de muletas, coadjuvada por uma placa reivindicando a autoria da "instalação".

A "instalação", vista de outro ângulo. A árvore está moribunda porque suas raízes nunca se aprofundaram adequadamente, devido à compactação e ao declive (não compensado) do solo. As estacas não resolvem o problema; o perigo de tombamento subsiste.

Na mesma quadra, canteiros com solo levantado e compactado (solução errônea, que só serve para ancorar precariamente a árvore, sem melhorar sua condição fitosanitária).

O mesmo trecho supracitado, mostrando melhor o "calçamento". Há alguns anos a Prefeitura eliminou o estacionamento para veículos, levantou a guia, aterrou precariamente a área e a recobriu com lama asfáltica. E nunca mais voltou, ocupada em aplicar multas (mais de 3.000 neste ano, segundo o Correio do Estado) a particulares que cuidam mal de suas calçadas...

O "obelisco", aqui servindo de contraponto aos prédios residenciais.

Próximo ao Obelisco, um malabar ganha honestamente alguns trocados.

Um belo trecho do canteiro central. O terreno plano ajudou no ajardinamento do espaço.

Aqui, na quadra seguinte, um palmeiral.

Uma árvore torna charmoso qualquer edifício...

Canteiro central defronte à quadra da Prefeitura Municipal.

A sede do Executivo Municipal. Ao fundo e à esquerda, edifício residencial em quadra vizinha.

Próxima quadra, que chega até a Rua Bahia. Uma Canafístula florida e sinais preocupantes de compactação do solo, que vai ficando nu.

Anúncios

Uma resposta to “Belezas, Desleixos e Equívocos”

  1. Antonio Carlos Maciel Says:

    Olá.
    Quero parabenizá-lo pelo blog. Sou um grande apreciador do reino vegetal e gostaria muito de conhecer o nome de todas as plantas e principalmente de árvores. Pelo nome popular já está de bom tamanho.
    É evidente que não vai ser possível em razão da diversidade existente, mas, você(s), tem ajudado muito na identificação de algumas espécies.
    Estamos reflorestando uma área do sítio que a família possue em Guapiara/SP, e tenho me empenhado em conseguir sementes diversificadas para o plantio. Nós aqui em S. Paulo estamos dentro da extinta ou quase extinta Mata Atlântica que possue uma das floras mais lindas das Américas. No entanto conseguir sementes de certas árvores, é um caminho penoso que se torna mais fácil quando nos apegamos aos amigos que possuem o mesmo interesse, através da troca de favores.
    Moro em Sorocaba/SP e gostaria muito de obter algumas sementes de Peroba-Rosa, Jequitibá, Angelim, que são belas árvores e quase extintas.
    Se houver alguém que possa ajudar, ficaria muito grato.
    Um grande abraço a vocês.
    A. Carlos
    _____
    do blog:

    Se algum leitor tiver disponibilidade dessas sementes, favor comunicar-nos, que faremos a “ponte” com o Antonio Carlos.

    Antonio Carlos: Ainda não consegui achar Peroba Rosa por aqui (embora o sul do MS fosse rico, até os anos 70, nessa espécie). Jequitibá, estou “de olho” em dois exemplares, plantados em Parque, mas até agora só floresceram abundantemente, sem dar sementes; parece que dependem de um tipo específico de inseto para que ocorram fertilizações…

Os comentários estão desativados.


%d blogueiros gostam disto: