Visita ao Projeto Portal

Domingo, 11/04/2010, às 10 horas de manhã, estávamos na rodovia MS-080, um pouco além da cidade de Rochedo e da ponte sobre o Rio Aquidauana. Pretendíamos conhecer a região da comunidade Boa Sorte, onde há descendentes de quilombolas e duas pequenas povoações, uma delas a que abriga participantes do Projeto Portal. Naquele ponto já adentráramos o município de Corguinho, separado de Rochedo pelo citado rio.

À esquerda de quem segue para Corguinho sai uma estrada vicinal, sem revestimento asfáltico. Até chegar ao nosso destino deveríamos percorrer 36,5 quilômetros, que posteriormente dividimos em três partes aproximadamente iguais. A primeira transcorre em solo plano, arenoso, em trechos mais críticos (sujeitos à formação de bancos de areia) revestida por cascalho. A segunda transcorre em rocha porosa, com o relevo frequentemente cortado por fendas transversais e “panelas” esculpidas pelas águas das chuvas; há três pontos que podem se tornar perigosos ou intransponíveis em tempo chuvoso. A terceira parte se desenvolve no mesmo tipo de rocha porosa, mas agora alisada por recente patrolamento (o que faz levantar, em tempo seco, imensas nuvens de poeira).

Deixemos, porém, as fotografias (clique nas fotos para aumentar) mostrarem o trajeto e a nossa estadia no pretendido destino.

Na Estrada

É época de floração das árvores da espécie Vochysia haenkeana. Este magnífico exemplar tem dap de 40 cm e altura de 10 metros.

Um ponto crítico: à esquerda, pequeno despenhadeiro; à direita, piscina natural.

Em trechos como este, é frequente a passagem do câmbio à primeira marcha.

Um trecho bom. À frente, ponte de madeira sobre riacho.

Uma bela vista. Nos últimos dois trechos a estrada corre entre cinturões de morros.

Este morro tem uma das arestas arredondada, formando semi-coroa.

Um boteco à beira da estrada, onde foi possível à expedição fazer um “almoço” de pão-de-forma e mortadela.

Na Vila do Projeto

Entrada da vila do Projeto Portal. À direita, o prédio de recepção (nesse dia, inativo; parece que só abre em dias de eventos especiais).

Um parquinho para crianças até 13 anos.

Um participante do Projeto, o Olávio (o nome é esse mesmo, parecendo combinação de Olavo e Otávio) nos fez uma preleção sobre o Projeto Portal e o comandante Ashtar Sheran. Trata-se de pessoa articulada, com quem se pode bater um bom papo. Ele nos informou que visitantes improvisados como nós poderiam subir até o alto do morro contíguo, local onde existiriam vórtices de energia (atuantes principalmente entre as 18 e as 20 horas), verdadeiros portais para a entrada de seres extraterrestres. Um dos objetivos do Projeto seria facilitar o contato de humanos com esses seres superiores.

A meia encosta (o morro que estamos subindo é baixo, com não mais do que 30 metros de altura em relação à vila) tem-se esta bela vista do Morro de São Sebastião, renomeado pelo Projeto de Morro Ashtar Sheran.

Um pouco acima, o São Sebastião se apresenta ainda mais imponente.

Trecho mais largo da trilha que vai contornando o morrote.

Chegando ao topo.

O platô no alto do morrote. Ao fundo, o belo perfil da Serra de Maracaju.

Ainda no platô, vista do lado oposto ao da foto anterior.

Vista do Morro de São Sebastião e da Serra de Maracaju.

De volta à vila. Esses chalés servem apenas de dormitório para visitantes que participam do Projeto.

Além dos alojamentos, há vinte ou trinta casas construidas por adeptos do Projeto. Vimos poucos moradores, o que indica serem as construções como que casas de veraneio de moradores de outras localidades, de outros Estados e até de outros países.

De qualquer ponto da vila, a paisagem é belíssima.

De Volta à Estrada

Ainda não distanciados da vila, deparamos com esse aspecto do Morro de São Sebastião.

Bem mais à frente, um dos muitos paredões que limitam o horizonte, tanto à esquerda quanto à direita.

Um dos pontos críticos.

Vários casais de Araras Azuis (Anodorhynchus hyacinthinus) cruzaram o nosso caminho. Este estava numa árvore à beira da estrada, e fugiu à nossa aproximação.

Outra fonte sobre o Portal:

Corguinho e seus ETs“, documentário de 14 minutos, de Luciana Ferreira Nantes, realizado em 2005 dentro do projeto “Revelando os Brasis” Ano I.

Anúncios

6 Respostas to “Visita ao Projeto Portal”

  1. pimentinha Says:

    Assunto instigante. Belas fotos. Belíssimas araras.
    _____
    do blog:

    Obrigado, Pimentinha!

  2. Eduardo Says:

    Belas fotos,

    Para saber mais sobre o Projeto Portal.
    Acesse: http://www.projetoportal.org.br

    Estudo das ciências paralelas.

    Site sobre informações de Ufologia e Entretenimento:
    http://www.ufotvonline.com.br

  3. Luiz Says:

    Seres totalmente sem Luz cuidado com esses contatos. Principalmente com os intra-terrenos.

  4. Carlos Says:

    Não há nenhum ser sem luz. São totalmente da paz.

  5. BRUNA MACHADO Says:

    QUERO FAZER UMA PERGUNTA
    VOCÊS ACREDITA QUE O SENHOR JESUS VIRA BUSCA SEUS ESCOLHIDOS COMO DIZ A BÍBLIA?? A CREDITA QUE DEUS VEIO A TERRA CUROU É FOI CRUCIFICADO É MORREU MAIS RESUCITOU AO TERCEIRO DIA?E QUE UM DIA ELE VINRA PARA O JUISO FINAL??É UMA PERGUNDA QUE EU GOSTARIA QUE VOCÊS ME RESPONDECEM!!

    eu acredito na bíblia que o senhor vira e nos levara desse mundo cruel que ele veio a terra curou e morreu para nos dar a vida mais ele prometeu que estaria com nosco até a sua volta,ele morreu na cruz por mim e po vocês para nos adar a vida e vida em anbundâcia…UM DIA AVERA O GRADE É ESPERAVEL ARREBATAMENTO mais é sóh para os que crer..

  6. fernanda alves Says:

    so dois comentarios.. 1) sim jesus voltarå e voltarå numa nave!!
    2) como vc leu a biblia se vc nao sabe escrever??

    erros: a) virå buscaR (o verbo ta no infinitivo)
    b) morreu mas ressucitou.. (“mas” sem o i pois nao ta adicionando nada e ressucitou com 2 ss)
    c) juizo final com z e nao com s
    d) respondessem com 2 ss
    e) conosco (eh tudo junto ta? e com “n” ao inves d “m”)
    f) abundancia (e nao anbundancia.. rs)
    g) um dia Havera com H (hauhauaa)
    h) so para os que creem… (ta no plural ta lindinha?)

Comentários encerrados.


%d blogueiros gostam disto: