Estragos da Mega Enxurrada

O jornal Correio do Estado produziu, após a chuva copiosa de ontem à noite (mais de 100 mm na região nordeste de Campo Grande), uma manchete grandiloquente: “Tromba D’Água Arrasa Campo Grande”. Bom, não foi nada disso. Houve de fato uma chuva muito forte e contínua (com mais de 1 hora de duração), e pela primeira vez neste século o Córrego Prosa saiu um pouco do leito (transbordou em certos trechos coisa de meio metro), invadindo espaços da Via Parque, da Av. Afonso Pena e da Av. Ricardo Brandão. Os estragos nas vias públicas (quase limitados ao trecho entre a Cachoeirinha e a Rua Nova Era) e numa área de condomínio são mostrados abaixo. (Clique nas figuras para vê-las em resolução maior).

Fotos tiradas de cima do viaduto da Rua Ceará (na primeira e na última aparece a Cachoeirinha):

Fotos tiradas das proximidades da Cachoeirinha, sentido Cachoeirinha – Rua Nova Era:

Fotos tiradas das proximidades do viaduto da Rua Ceará:

É preciso ressaltar que o aterro que ligava o viaduto (à esquerda, na primeira foto) à parte norte da Rua Ceará já havia sido corroído por enxurradas anteriores, de menor porte, estando o trecho em obras. Os estragos da enxurrada atual destruiram asfalto, inutilizaram a tubulação existente e abriram erosão no leito da Av. Ricardo Brandão.

Fotos do trecho Viaduto – Rua Nova Era (câmera apontando ora num sentido, ora no outro):

A quarta foto mostra como a enxurrada enrolou a grama esmeralda.

Anúncios

Uma resposta to “Estragos da Mega Enxurrada”

  1. roselene duarte Says:

    o estrago foi feio, mas como o nosso municipio tem muito dinheiro guardado no cofre, logo eles arrumam a casa!!
    _____
    do blog:

    Roselene:

    Prefeitura de Capital, no Brasil, é um saco sem fundo. Quanto mais dinheiro entra, menos dinheiro tem. O prefeito decretou “Situação de Emergência” (quando não havia emergência nenhuma na cidade) e foi a Brasília tentar abocanhar 33 milhões do Governo Federal (quando o projeto anterior para “arrumar” aquela área, já semidegradada por enxurradas e erros-de-projeto anteriores, orçava em 2 ou 3 milhões). Felizmente o GF não tinha dinheiro extra para dar, até mesmo porque as fotos (possivelmente acompanhadas das manchetes lunáticas de alguns jornais) foram pouco convincentes…

Comentários encerrados.


%d blogueiros gostam disto: