Do Coxipó ao Chuá-chuá

Campo Grande, Palácio Popular da Cultura, 01/07/2009, com início às 20 horas. Para um auditório superlotado (dezenas de pessoas tiveram de sentar nos degraus das passarelas), apresentou-se a Orquestra do Estado de Mato Grosso, sob a regência do maestro Leandro Carvalho.

O repertório partiu de composição inglesa, passeou por músicas argentinas (de Astor Piazzolla), paraguaias (de José Asunción Flores e de Pedro Elias Gutiérrez) e venezuelana, para desembocar nas composições brasileiras (muitas delas regionais como “Rabello no Coxipó”, de Tote Garcia), do quilate de “Araponga Isprivitada”, do mineiro Roberto Corrêa, e de “Noites do Sertão”, de Tavinho Moura e Milton Nascimento. Além de “Chuá-chuá”, de Pedro Sá Pereira e Ari Pavão.

A orquestra teve, ao nosso ver, um desempenho primoroso, conceito compartilhado pelos demais espectadores, que a aplaudiram entusiasticamente.

orquestra_mt_01

O cenário da apresentação.

orquestra_mt_02

A orquestra.

orquestra_mt_03

O maestro Leandro Carvalho.

Os leitores poderão ouvir o som da orquestra clicando aqui .

Em tempo: como se sabe, Coxipó da Ponte é o nome de um bairro da cidade de Cuiabá, capital do vizinho Estado do Mato Grosso.

Anúncios

Uma resposta to “Do Coxipó ao Chuá-chuá”

  1. Cris Says:

    Na realidade Coxipó da Ponte é o nome de um bairro de Cuiabá!

    __________

    Valdir diz:

    Obrigado pela dica, Cris! Graças a você, a informação, na parte final da postagem, foi corrigida e agora está correta.

Comentários encerrados.


%d blogueiros gostam disto: