Atchim !

Poesia de Vânia Nogueira de Lara, 15 anos, de Rio Brilhante – MS, para a Olimpíada de Língua Portuguesa, do MEC. Publicada originalmente no Correio do Estado de 15/11/2008.

Hum!

Acordei cedinho

Abri a janela

Cadê o passarinho?

O passarinho voou.

Foi embora.

Aqui não mais voltou.

Que cheiro esquisito é esse?

De couro? Ah, é o progresso.

O curtume ali se instalou.

Dia de chuva

Cadê o passarinho?

Será que voltou?

Hum! Que cheiro esquisito é esse?

Azedo. Hum… A usina ali se instalou.

Que barulho é esse?

O asfalto passou.

A cidade cresceu.

O movimento gerou

Hum… Muito barulho.

Atchim! Atchim!

Que atchim é esse?

Gripe? Alergia?

É a fumaça da cana

É o pó de arroz do secador.

É o emprego de meu pai.

Hum… Atchim!

Segundo o jornal, “Em sua poesia, a aluna faz um retrato do crescimento urbano de Rio Brilhante, onde mora, e que agora tem muitos canaviais, usinas, curtume. ‘Meu pai trabalha na usina e eu resolvi escrever sobre o que eu vejo’.”

Vânia estuda na escola Centro Educacional Criança Esperança I, e escreveu seu texto sob orientação da Professora Mírian Hammes. Juntamente com Isaías Bonfim do Nascimento, do Assentamento Monjolinho, em Anastácio, ela é finalista sul-matogrossense do concurso do MEC.

Opinião do blog:

Vânia demonstra ser muito criativa. A sequência “Que barulho é esse? O asfalto passou, a cidade cresceu, o movimento gerou… hum… muito barulho.” é deliciosa!

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: