As Onças Pardas Estão em Perigo

De acordo com a Wikipédia, a onça parda não corre o risco imediato de extinção. Entretanto, seu habitat, que há algumas centenas de anos se estendia do oeste da América do Norte até a América do Sul (em toda a sua extensão), vem se reduzindo ano após ano.

Fazendeiros que têm seu gado atacado por esses felídeos muitas vezes lhe dão caça e o matam. Outros, mais conscientes, tratam de aprisionar o animal e transferi-lo para algum órgão ambiental. Foi o que aconteceu com os dois indivíduos abaixo, que se tornaram hóspedes do CRAS – Centro de Reabilitação de Animais Silvestres, no Parque Estadual do Prosa, em Campo Grande. Há ainda uma fêmea que não pudemos fotografar pois está obesa e (na nossa interpretação) em processo depressivo.

A única coisa que pode evitar que esses belos animais desapareçam de Mato Grosso do Sul, como já desapareceram de outros Estados, é a implantação “prá valer” dos Parques Nacionais já existentes . . . no papel. Seria necessário que esses parques fossem efetivamente resguardados da ação de caçadores, desmatadores, incendiários e outros espertinhos anti-sociais. Seria preciso estabelecer uma boa base de operações, com pesquisadores e pessoal auxiliar em número suficiente e morando no local ou proximidades. De preferência envolvendo as comunidades já existentes na região, dando-lhes incentivos, inclusive financeiros, para vestirem a camisa da preservação. Isto é sonhar demais ?

onça parda 12

Para ver mais fotos, e em resolução maior, acesse o Tema Especial “Onças Pardas”, com link na coluna direita da página principal, ou aqui .

Anúncios

2 Respostas to “As Onças Pardas Estão em Perigo”

  1. Rosangela Says:

    Nossa que tristeza de ver essa onça parda desse jeito,a feição dela diz tudo,na minha opinião ela deveria ser transferida urgente para uma reserva ecológica,mas realmente é sonhar muito que isso aconteça.

  2. brenon rodrigo Says:

    pow essa minha pesquisa
    vai fikar xow graças a esse
    site

Comentários encerrados.


%d blogueiros gostam disto: