No Parque das Nações Indígenas

4 de março, treze horas, sol intenso. O Parque das Nações Indígenas estava assim:

parque_ni_01

Em primeiro plano, a “oca” eternamente inacabada. Ao fundo, alguns espigões.

.

parque_ni_02

Capivaras tranqüilas pastejam o verde prado.

.

parque_ni_03

Um sinuoso caminho e uma sombra abençoada.

.

parque_ni_04

Gramíneas estupidamente rapadas, ipê amarelo tristemente descanelado (como muitos outros ali por perto; todos marcados para morrer). Sugerimos ao governo estadual uma pitada de originalidade, contratando, nas próximas vezes, empresas que tenham conhecimentos agronômicos e que possam efetivamente cuidar das plantas e proteger os frágeis solos do parque . . .

.

parque_ni_05

Após murmurantes corredeiras, as águas do Córrego Prosa (à direita) e de um tributário se encontram.

Anúncios

3 Respostas to “No Parque das Nações Indígenas”

  1. Nome Says:

    PATRICIA ABDO REIS 398
    APAE DE CAMPO GRANDE
    PAPAI
    ARAJUTO
    DEVA
    PATRICIA ABDO REIS
    PARQUE DAS NACOES INDIGENAS

  2. Name Says:

    PATRICIA ABDO REIS 389
    APAE-CAMPO GRANDE
    PAPAI
    MARCO
    DEVA
    8413-2424
    PATRICIA ABDO REIS

  3. Liliane Sonnewend Says:

    Olá Sr. Valdir! Tudo bem? Preciso entrar em contato com o senhor, para pedir autorização de uso de uma foto sua em um material gráfico que vai circular em Campo Grande. Por favor me mande um e-mail com o seu contato? muito Obrigada
    _____
    do blog:

    Ok, Liliane! Segue o e-mail.

Comentários encerrados.


%d blogueiros gostam disto: